O hOMEM pASMADO

desabafos de um troglodita moderno

sábado, outubro 30, 2004

#00.019 controlo do produto

A luta pela igualdade de direitos nunca foi uma luta por oportunidades e tratamento igual entre homens e mulheres, num sentido lato.

Foi, e é, uma luta pela liberdade sexual. Pela possibilidade de escolher o parceiro sexual, o marido, o namorado, sem pressão ou coacção.
A mulher financeira e legalmente independente, não necessita de protecção parental ou marital.

Este foi o problema constante daqueles que se opuseram, e se opõem, à igualdade de direitos e à emancipação feminina.

Conscientemente ou não, o problema sempre foi: como manter o domínio do acto sexual e controlar a matéria-prima que no-lo fornece.

#00.018 virgem, procura-se

Aparentemente, os homens, na sua maioria, querem foder com todas as mulheres em que estiverem interessados, mas casar com uma virgem (ou quase!), o que, nos tempos que correm, significa uma mulher que apenas teve sexo com os namorados e de preferência que não tenham sido muitos.

É claro que nos podemos interrogar, como seria se todos os homens levassem a sua avante. Ou não haveriam virgens, ou eles teriam de casar com as horripilantes!

Faz-me lembrar aquele provérbio siciliano:
“Todas as mulheres são putas, excepto a nossa mãe, que é uma santa!”

É claro que a nossa mãe é uma mulher para os outros homens, logo...

#00.017 Em frente! (meia-volta voltar!)

Já repararam, certamente, que existe todo um universo de publicações e até mesmo de publicidade, exclusivamente destinado ao género feminino.

Revistas e publicidade destinadas à mulher do século XXI, com nomes sugestivos, tipo: “Máxima”, “Mulher Moderna”, "Cosmopolitan" ; que se dedicam a temas tão modernos como: culinária, estar em forma e ter um corpo estupendo (para fazer inveja à concorrência e levar os homens ao tapete), moda, maquilhagem, como caçar homens ou deixá-los loucos na cama, astrologia…
Etc, etc, etc

Enfim, tudo coisas modernas, conquistadas após mais de um século de luta pela emancipação.

Como se diz na infantaria (coisa exclusivamente de macho, até há pouco tempo):

Nós não recuamos, avançamos noutra direcção!!

#00.016 é preciso ter lata!

Existem homens que se coíbem de pedir à esposa/namorada, certas práticas sexuais.

No entanto, curiosamente, não têm problema em fazê-lo com uma mulher com a qual tenham sexo ocasional.

Como se fosse incorrecto, ou tivessem medo da reacção dela.

Por vezes, acabam por pagar para a satisfação desses desejos, os quais, muitas vezes até nem têm nada de especial!

Eu penso justamente o oposto. À nossa mulher, à pessoa com a qual partilhamos a nossa vida, mesmo que temporariamente, pede-se tudo e mais alguma coisa!
(o que não quer dizer que ela dê!)

A uma desconhecida (ou quase)?
É preciso ter lata!!!

#00.015 a virgem é pura (lava mais branco)!

O culto da virgindade dá-me a volta ao estômago.

A associação entre esse estado físico e a pureza física ou do espírito é de uma estupidez transcendental.

Uma mulher pode ser virgem e ser a “maior vaca à face da terra”.
No entanto, a sua virgindade mantém-se por motivos alheios à sua “vaquice”.

#00.014 Vá de RETRO

O rabo masculino é um caso difícil para os homens.
Muitos sabem que as mulheres olham e gostam de um rabo bem torneado.

Mas mesmo alguns desses que sabem não ligam muito, não se preocupam em “trabalhar” o rabo.

Lembro-me de estar numa festa de aniversário de um amigo e de (no meio de outros conhecidos) ter tirado uma dúvida com outro sobre um exercício para deliniar as nádegas.

Esse colega esclareceu os outros (após me pedir autorização, reparem bem!) sobre o objectivo do exercício.
Foi a debandada geral. Fiquei apenas eu e ele a falar sobre o acanhamento deles.
É que esta malta não se convence em como um bom cu atrai as mulheres.
A razão é simples: homem que é macho não se preocupa com o rabo. Essa preocupação é coisa de paneleiro. Esses sim, é que precisam de usar o traseiro.

Tão a ver o conflito desses machões, não estão?

#00.013 cuidados com a alimentação

Muitas mulheres são mais selectivas com os homens com os quais vão para a cama do que com a comida que ingerem.

O que só mostra a confusão que vai naquelas cabecinhas:
A comida é mais importante que o sexo.

#00.012 "Q.C."

Fala-se muito do Q.I. como indicador de inteligência e de potencial sucesso profissional.

Fala-se do Q.E. (quociente emocional) como a “nova coisa” a considerar no relacionamento humano.

Mas não se fala em algo muito importante: o Q.C.
O Q.C. é um indicador crucial para o relacionamento entre as pessoas. Não apenas social, mas também profissional.
Pode, em muitas ocasiões, superar os efeitos e os benefícios do Q.I. e do Q.E.

Mas o que é o Q.C.? Perguntam os caros leitores.
Simples!

Quociente de Cama!

#00.011 homo-sexo

Um dia destes lembrei-me que o sexo entre homossexuais tem uma grande vantagem, sobretudo quando se fala de homens: ninguém se preocupa com a ejaculação precoce!

Entre homens e mulheres pode ser uma chatice. Ele demora 10 minutos, ela 20. Está claro, que uma situação semelhante dá problemas.

Entre dois homens não há crise. Cada um pode demorar o (pouco) tempo que quiser, pois a penetração não vai induzir orgasmos no parceiro!

Portanto, isto é para o heterossexuais que só dão rapidinhas quando o que elas querem é lentinhas: Já pensaram em alterar o prefixo hetero, para homo?

quarta-feira, outubro 27, 2004

#00.010 fidelidade e procriação

Se considerarmos a fidelidade sexual do ponto de vista reprodutivo; como forma de assegurar descendência, veremos que faz todo o sentido o homem tentar garantir a fidelidade da esposa e não reclamar para si, igual comportamento.
Lá diz o ditado “filho de tua mãe és, de teu pai, serás”.

O mesmo não se pode defender para a mulher.
Nas sociedades modernas, onde a mulher é dona e senhora do seu nariz, a fidelidade sexual é um anacronismo ridículo.

A mulher não duvida que a prole é sua, é financeiramente e legalmente independente. Porquê, então, assumir para si um conjunto de comportamentos e de valores que apenas ao homem interessam?

As mulheres que TÊM de ser fiéis, são umas pobres coitadas, as outras, provavelmente, são pura e simplesmente estúpidas.

#00.009 amizade, Mas...

As mulheres queixam-se muitas vezes que os homens só querem sexo (como se isso fosse mau)!
Que não se interessam por elas, não as valorizam enquanto pessoas.

Mas, por exemplo, se forem solteiras e um homem casado as convidar para sair, assumem que este quer uma relação extra-conjugal.

Se este diz que apenas está interessado em conhecê-las, numa relação de amizade e que não querem sexo, não acreditam.
É uma dúvida saudável, afinal, os homens podem ser manhosos quando se trata de conseguir abrir as pernas (ups, perdão!), as portas do paraíso!

O verdadeiro problema é que, mesmo que acreditem, existem aquelas que entendem estar a “perder tempo”. Afinal, “o tipo é casado”!

Pois...

#00.008 Darwin revisitado

Existem várias palavras depreciativas para as mulheres que fodem com os homens que querem.
Mas não existe o equivalente masculino.

As mulheres deviam ganhar juízo e recusar namorar e/ou casar com esses homens que desprezam as mulheres que pensam e agem como eles.
Talvez a selecção natural funcionasse e os homens estúpidos se extinguissem.

#00.007 O hímen, o clítoris e o átomo

Falem do hímen a um homem, qualquer um, e ele saberá exactamente de que se está a falar.

O clítoris? Mas é claro que conheço!
(já fomos apresentados cara-a-cara, passo a expressão!)

Entrem em pormenores, façam perguntas difíceis, tipo: mas “exactamente” onde fica? E parece-se com quê?
Ah! E isso não é a resposta que neste no «manualzinho»? Tinha fotos?
Mas o da tua esposa/namorada? Como é? E da anterior?
E observem-nos a patinar nas curvas.

É como o átomo, toda a gente sabe o que aquilo é, vê-lo é que é difícil.

#00.006 Sexo e experiência

Em qualquer sociedade, a experiência é uma mais valia.
Para procurar emprego, no dia-a-dia, em todas as situações, à pessoa experiente é dado mais crédito, mais confiança, maior valor como membro do grupo.

Quando se chega à prática sexual, a coisa pia fino.
Uma mulher sexualmente experiente assusta muito homem.
Uma mulher sexualmente muito experiente, independente e sem complexos de culpa, aterroriza muito menino.

O que eu gostaria de perceber é o porquê desse tipo em especial de experiência tem de negativo.
E porque é que, muitas mulheres financeiramente independentes, ou em vias de sê-lo, habitando em países onde têm liberdade para exercer escolha, engolem tamanhos sapos.

#00.005 Tem de ser, pá!

O sexo é uma necessidade fisiológica como outra qualquer. Como dormir, comer, defecar, urinar, beber, etc.

Se a privação ou limitação destas necessidades, através de actos e/ou atitudes coercivas, provoca problemas físicos/psicológicos, porque é que tantos puritanos acreditam que a privação/restrição de sexo é inconsequente ou até, benéfica?

#00.004 A puta não está a gostar!

Existem homens que pagam para ter sexo.
Não estou a falar naqueles que despendem montes de dinheiro em prostitutas de luxo, embora esse também se possam incluir aqui, apesar do tratamento vip que recebem.

Falo sobretudo daqueles que frequentam prostitutas baratas, nas ruas das nossas cidades, nos nossos parques ou matas, ou nas estradas nacionais.

Algumas delas, com tão mau aspecto, que nos podemos interrogar legitimamente, quem paga a quem (é claro que eles também não devem ser grande coisa!)

Como dizia um amigo meu, é preferível colocar 25€ à frente, bater uma e arrecadar o €€€! Sai mais barato, é mais seguro e o prazer não deve ser muito diferente.

É que esses homens, pouco mais fazem do que usar o corpo da mulher para se masturbarem.
A puta, obviamente, não está a gostar do acto.

#00.003 A minha amante é só minha!

Uma amiga minha arranjou um amante. Homem casado.
Até aqui, nada de mais. Ela é uma mulher espectacular, não fará nada para por em perigo o casamento dele.

Encontram-se regularmente, ela vai buscá-lo sempre que pode, leva-o depois do encontro. Duas, no máximo três vezes por semana.

Sexualmente, sei que não é suficiente para ela, rapariga activa e descomplexada.

Ok, perguntam vocês, e daí? Que arranje outro!
Pois, o problema é que o tipo, exigiu-lhe, como condição para manter a relação, que ela lhe fosse fiel!

Arrrgghhh! O troglodita é casado, tão a ver!!!!
E ela aceitou!
Arrrggghhhh ao quadrado
EU REPITO: ELA ACEITOU!!!!

Eu sei que ela é minha amiga, devemos apoiar os amigos(as) nos maus e bons momentos, etc e tal…

Mas ela aceitou!
Nããããããoooo!!!

#00.002 Futebol

O futebol, desporto “baixo Q.I.”, costumava ser coutada exclusiva do macho da nossa espécie.

Existe até um livro, se não erro: “A tribo do futebol”, em que este desporto viril é explicado pormenorizadamente às raparigas (casadas ou solteiras), para que estas pudessem entender a poderosa força que lhes mobilizava os homens aos domingos.

Mas, eis que chega a liberalização dos costumes e a emancipação feminina, para nos roubar a exclusividade!

Agora, é vê-las urrar, a gesticular, a salivar e a, pasme-se, “obscenizar” por causa do referido desporto.

E eu que pensava que as mulheres iam melhorar...

#00.001 desculpas

Boas desculpas para permanecer solteiro aos 35 anos, e a que tipo de mulheres as dar:

1. Ás românticas incuráveis:
Ainda não encontrei a minha cara-metade.

2. Ás sofredoras com instinto maternal:
Tive um desgosto amoroso e ainda não recuperei.

3. Ás que gostam de desafios:
Tenho um feitio lixado, não há mulher que me ature.

4. Para quando apetece dizer a verdade:
A minha vida é boa demais para deixar que uma mulher a estrague.