O hOMEM pASMADO

desabafos de um troglodita moderno

sexta-feira, maio 18, 2012

From Monogamish to Relationship Anarchy: a Widening Poly Spectrum

Texto completo aqui.
.
.
.
.
.

Etiquetas: , ,

segunda-feira, maio 14, 2012

5 Countries That Do It Better: How Sexual Prudery Makes America a Less Healthy and Happy Place

Sexual attitudes in Europe are the stuff of the Christian Right's nightmares — yet many of those societies are better for having more open attitudes toward sexuality.

Etiquetas: ,

quarta-feira, maio 09, 2012

Amor: definível ou não, eis a questão

Quando se diz que o amor não é racionalizável, não se estará a racionalizar o amor? Quando se tenta defini-lo ou quando se defende que não se define o amor, não se está a racionalizar o amor?
.
Não creio que seja possível ao Ser Humano, desde que não tenha qualquer problema cognitivo e/ou neurológico, não racionalizar sobre o que sente.
.
Tal como com a questão do amor incondicional, quando falo com alguém sobre o que é (ou não é) o amor e se é possível ou não, definir o amor, se essa pessoa ama outra, consegue definir (logo, racionalizar) o que sente.
.
Até porque, se não tivéssemos uma definição, mesmo que mínima (e não consciente) do que é o amor, como poderíamos dizer que determinada pessoa nos ama?
E como saberíamos distinguir o amor do ódio?
.
Se nós não racionalizássemos os nossos sentimentos, será que teríamos consciência dos mesmos? Não seríamos "apenas" animais que sentem, mas que não pensam?

Etiquetas: ,